Visualizações

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Capitulo 6


Não liguei muito para as pessoas que estavam a alguns metros de mim sentadas na enorme mesa da sala e apenas caminhei lentamente até ao Zac que parecia completamente alheio a tudo á sua volta, envolto num manto negro de poder e promessas de vingança fazendo qualquer um que tentasse se aproximar se afastar no mesmo minuto que esse pensamento lhe passou na cabeça devido ao medo.

Eu sabia que de alguma forma que ele não rejeitaria a minha aproximação por isso mesmo eu arrisquei deixando somente minha razão e o meu sexto sentido me guiarem ignorando todos os sinais de perigo que saiam do corpo dele como ondas pequenas num aviso claro demais para qualquer um á sua volta.

Quando já estava perto o suficente dele espalmei a minha mão menos machucada em suas costas sentindo todo o seu corpo estremecer sob o meu toque enquanto uma corrente eletrica passar pelos meus dedos se alastrando pelo o resto do meu corpo.

- Bom dia. – A voz baixa com que ele se pronunciou mostrava uma calma letal, cortante e perigosa.

Eu podia saber muito pouco dele e o conhecer á pouco mais de vinte e quatro horas eu sabia que podia confiar nele cegamente sabendo que ele estaria ali para mim, cada cuidado e cada olhar ou até mesmo palavra dele ontem mostrou um homem completamente diferente do que estava agora encarando a janela.

O homem vestido de preto á minha frente exala poder por todos os seus poros mostrando o lider nato que ele era ou que ele é.

- Bom dia Zac. – Sussurei me aproximando um pouco mais do corpo dele enquanto corria minha mão até ao fundo das suas costas para logo envolver sem qualquer tipo de medo meus braços em sua cintura.

Ouvi um suspiro baixo sair por entre os seus lábios enquanto seu corpo relaxava visivelmente contra o meu me fazendo colar ainda mais meu peito em suas costas ao mesmo tempo em que as suas mãos quentes pegavam nas minhas geladas e acariciava ambas as palmas feridas.

- Eu preciso conversar connvoce pequena. – Ele sussurou enquanto me puxava para me colocar á sua frente e me fazendo olha-lo em seus olhos azuis claros cobertos de mistérios.

- Sobre o que? – Sussurei de volta para ele envolvendo sua cintura com ambos os meus braços o vendo abrir um sorriso preguiçoso me fazendo sorrir de volta para ele.

- Sobre mim e a minha familia, depois você decide se quer ficar ou ir. – Ele disse ficando serio novamente enquanto eu observava seu rosto com atenção procurando qualquer tipo de brincadeira em suas feições, mas ele continuava igual.

- Tudo bem quando voce quer conversar? – Perguntei enquanto sentia a ponta dos dedos dele em contacto com a blusa que eu estava usando.

- Coma alguma coisa depois vamos até ao meu escritório. – Ele respondeu sem tirar seus olhos claros dos meus.

[...]

Durante o pequeno percurso em direção á enorme entrada do escritório onde nos estavamos agora eu pode sentir todo o medo e o nervosismo se agitar dentro do meu estomago fazendo o meu pequeno almoço leve subir pelo o mesmo caminho do
qual desceu.

Agora já dentro do enorme escritório eu me permiti abstrair um pouco do nervosismo e da curiosidade para analisar a decoração pesada e misteriosa do comudo.

As paredes que revestiam o escritório eram de um preto petroleo condizendo ironicamente com os enormes sofás brancos puros que haviam perto de uma mesinha de centro no canto mais afastado do comudo.

Ele estava sentado atrás de uma enorme mesa branca pura também onde repousavam um laptop negro com as suas iniciais gravadas a dourado (ouro), duas cadeiras de couro negro estavam situadas de frente para a mesa de escritório condizendo com a dele, mas esse tinha um tamanho ainda maior que essas.

O que mais me impressionou em tudo aquilo eram as enormes televisões que havia na parede atrás dele completamente desligadas.

- Senta-se Vanessa temos muito que conversar antes de você tomar uma decisão muito importante. – A voz seria e fria dele soou pelo o enorme comudo chamando minha atenção novamente para ele.

Todo o meu deslumbramento pelo requinte, simplicidade e luxo daquele lugar recoou dando lugar novamente ao nervosismo fazendo meu corpo estremecer enquanto eu caminhava em direção a uma das cadeiras em frente á mesa dele onde haviam algumas pastas de capa lisa estavam dispostas.

- Sobre o que você quer falar Zac? Está me deixando assustada! – Perguntei assim que encontrei alguma sentelha de coragem e consegui me prenonciar sem parecer fraca ou até mesmo medrosa enquanto me sentava numa cadeira de frente para ele olhando em seus olhos extremamente misteriosos e azuis.

- Relaxa eu quero que você saiba um pouco sobre o que eu a minha familia somos no meio social em que vivemos. – Assisti lentamente com a cabeça enquanto as palavras me fugiam novamente da boca esperando ansiosamente que ele continua-se.

Ele não disse mais nada por um longo minuto enquanto seus olhos azuis misterioso corriam pelo o meu rosto me avaliando ou até mesmo procurando por alguma coisa em mim que eu não sabia o que era para poder dar-lho sem pensar duas vezes.

- Minha familia é uma das mais poderosas do nosso meio. – Ele disse enquanto se levantava do seu acento e caminhou até a um pequeno bar que havia perto da mesa dele que eu não havia reparado mais cedo. – Eu sou considerado um dos mais importantes mafiosos, dono de metade da cidade onde nós vivemos, tenho traficantes em cada canto do pais, sou temido e respeitado. – Senti o ar escapar mais uma vez por entre os meus dentes enquanto ouvia todo o que ele tinha para me dizer.

- Sua familia toda é? – Perguntei tentando a todo o custo ingerir um pouco daquela informação que ele estava me dando.
Então era essa a decisão? Me tornar um deles ou ir embora?

- Entenda Vanessa eu sei que é um choque para você saber que saiu de casa de um homem sem escrupulos como o seu pai para ser salva por um mafioso perigoso um dos mais perigosos de Miame na verdade. – Ele disse enquanto seus olhos se focaram nos meus novamente fazendo todo o meu interior se dereter ao ver a preoupação dele parac comigo. – Eu não vou machuca-la se decidir ficar irei ajuda-la a tirar sua mãe e sua tia de onde elas estão e coloca-las a salvo e mandar seu pai para o inferno. Eu só preciso que confie em mim e na minha familia o resto agente trata junto.

************************************************************
Olá meninas *-*
Bom depois de ter postado mais uma One shot vim aqui para postar mais um capitulo do nosso mafioso!
O que acharam? Será que a Vanessa fica? será que ela vai? Será que ela confia?
*------------* Quem nao viu a one corra Doce Nerd esta postado la no blog das one!
Comentem bastante para me deixar feliz!
Beijos e ate ao proximo capitulo vou tentar nao demorar tanto dessa vez!
XOXO

3 comentários:

  1. tenho certeza de que ela fica =D
    apesar do Zac ser um mafioso,ele é um doce com a Vane *-*
    o capítulo tá show flor
    posta mais,kisses

    ResponderEliminar
  2. Voltei a ler as fic agora to com tempo. To amando as historias. Posta logo nao me deixe cuirosa bjs

    ResponderEliminar